Fechar
Socilitações

Política de Cookies

Seção 1 - O que faremos com esta informação?

Esta Política de Cookies explica o que são cookies e como os usamos. Você deve ler esta política para entender o que são cookies, como os usamos, os tipos de cookies que usamos, ou seja, as informações que coletamos usando cookies e como essas informações são usadas e como controlar as preferências de cookies. Para mais informações sobre como usamos, armazenamos e mantemos seus dados pessoais seguros, consulte nossa Política de Privacidade. Você pode, a qualquer momento, alterar ou retirar seu consentimento da Declaração de Cookies em nosso site.Saiba mais sobre quem somos, como você pode entrar em contato conosco e como processamos dados pessoais em nossa Política de Privacidade. Seu consentimento se aplica aos seguintes domínios: canaacontabil.com.br

Seção 2 - Coleta de dados

Coletamos os dados do usuário conforme ele nos fornece, de forma direta ou indireta, no acesso e uso dos sites, aplicativos e serviços prestados. Utilizamos Cookies e identificadores anônimos para controle de audiência, navegação, segurança e publicidade, sendo que o usuário concorda com essa utilização ao aceitar essa Política de Privacidade.

Seção 3 - Consentimento

Como vocês obtêm meu consentimento? Quando você fornece informações pessoais como nome, telefone e endereço, para completar: uma solicitação, enviar formulário de contato, cadastrar em nossos sistemas ou procurar um contador. Após a realização de ações entendemos que você está de acordo com a coleta de dados para serem utilizados pela nossa empresa. Se pedimos por suas informações pessoais por uma razão secundária, como marketing, vamos lhe pedir diretamente por seu consentimento, ou lhe fornecer a oportunidade de dizer não. E caso você queira retirar seu consentimento, como proceder? Se após você nos fornecer seus dados, você mudar de ideia, você pode retirar o seu consentimento para que possamos entrar em contato, para a coleção de dados contínua, uso ou divulgação de suas informações, a qualquer momento, entrando em contato conosco.

Seção 4 - Divulgação

Podemos divulgar suas informações pessoais caso sejamos obrigados pela lei para fazê-lo ou se você violar nossos Termos de Serviço.

Seção 5 - Serviços de terceiros

No geral, os fornecedores terceirizados usados por nós irão apenas coletar, usar e divulgar suas informações na medida do necessário para permitir que eles realizem os serviços que eles nos fornecem. Entretanto, certos fornecedores de serviços terceirizados, tais como gateways de pagamento e outros processadores de transação de pagamento, têm suas próprias políticas de privacidade com respeito à informação que somos obrigados a fornecer para eles de suas transações relacionadas com compras. Para esses fornecedores, recomendamos que você leia suas políticas de privacidade para que você possa entender a maneira na qual suas informações pessoais serão usadas por esses fornecedores. Em particular, lembre-se que certos fornecedores podem ser localizados em ou possuir instalações que são localizadas em jurisdições diferentes que você ou nós. Assim, se você quer continuar com uma transação que envolve os serviços de um fornecedor de serviço terceirizado, então suas informações podem tornar-se sujeitas às leis da(s) jurisdição(ões) nas quais o fornecedor de serviço ou suas instalações estão localizados. Como um exemplo, se você está localizado no Canadá e sua transação é processada por um gateway de pagamento localizado nos Estados Unidos, então suas informações pessoais usadas para completar aquela transação podem estar sujeitas a divulgação sob a legislação dos Estados Unidos, incluindo o Ato Patriota. Uma vez que você deixe o site da nossa loja ou seja redirecionado para um aplicativo ou site de terceiros, você não será mais regido por essa Política de Privacidade ou pelos Termos de Serviço do nosso site. Quando você clica em links em nosso site, eles podem lhe direcionar para fora do mesmo. Não somos responsáveis pelas práticas de privacidade de outros sites e lhe incentivamos a ler as declarações de privacidade deles.

Seção 6 - Segurança

Para proteger suas informações pessoais, tomamos precauções razoáveis e seguimos as melhores práticas da indústria para nos certificar que elas não serão perdidas inadequadamente, usurpadas, acessadas, divulgadas, alteradas ou destruídas.

Seção 7 - Alterações para essa política de privacidade

Reservamos o direito de modificar essa política de privacidade a qualquer momento, então por favor, revise-a com frequência. Alterações e esclarecimentos vão surtir efeito imediatamente após sua publicação no site. Se fizermos alterações de materiais para essa política, iremos notificá-lo aqui que eles foram atualizados, para que você tenha ciência sobre quais informações coletamos, como as usamos, e sob que circunstâncias, se alguma, usamos e/ou divulgamos elas. Se nosso site for adquirido ou fundido com outra empresa, suas informações podem ser transferidas para os novos proprietários para que possamos continuar a vender produtos e serviços para você

Canaã Assessoria Contábil

Praça Silvio Romero - CEP: 03323-000, 55 - Bairro Cidade Mãe do céu - 5º Andar - Sala 51 - São Paulo/SP

(11) 2941-8222 | (11) 94745-3184 | canaacontabil@terra.com.br

Publicado em quinta, 27 de janeiro de 2022

ANÁLISE - IPCA-15: dado acima do esperado em janeiro é negativo e reforça projeções de Selic a 10,75% em fevereiro, apontam economistas

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial do país, teve alta de 0,58% em janeiro frente dezembro, acima da projeção dos economistas consultados pela Refinitiv, de alta de 0,43%.

Na comparação anual, a alta foi de 10,20%, também acima da inflação de 10,04% estimada.

Na avaliação de economistas do mercado financeiro, embora tenha desacelerado em relação à alta de 0,78% no mês anterior, o dado divulgado nesta quarta (26) ainda é negativo e reforça as apostas de elevação da Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) para 10,75% ao ano – em linha com o projetado pelo relatório Focus, do Banco Central. Atualmente, a Selic está em 9,25% ao ano.

“Além de um quantitativo ruim, os dados ainda mostram um cenário bastante desafiador para inflação. Serviços e bens industriais continuam a indicar que as pressões provenientes dos gargalos na cadeia de suprimentos e da reabertura da economia se mantém relevantes”, aponta Luca Mercadante, economista da Rio Bravo.

O economista avalia ainda que, com a chegada da variante ômicron ao país, as restrições na oferta devem fazer com que a pressão sobre esses preços perdurem. “Esse dado, ainda que indique uma inflação ainda desafiadora para economia brasileira não deve, pelo menos para a próxima reunião do Copom, mudar os rumos esperados da política monetária.”

A opinião é compartilhada por Felipe Sichel, estrategista-chefe do Modalmais, que diz esperar uma elevação de 150bps na Selic em fevereiro.

Segundo ele, o IPCA segue com uma composição desfavorável, com acelerações disseminadas e recuos concentrados. A queda em Transportes observada em janeiro, diz, não deve se repetir nos próximos meses, dada a defasagem da gasolina e a dinâmica das passagens aéreas.

Por outro lado, a avaliação é de que as pressões sobre as medidas subjacentes, tanto de indústria quanto de serviços e núcleos, apresentam relevante persistência.

“Essas surpresas adicionam risco altista à nossa projeção para o IPCA fechado de janeiro, atualmente em 0,37%”, diz.

Alexsandro Nishimura, economista e sócio da BRA, avalia que o resultado parece dificultar um discurso mais “dovish” (de manter os juros em um patamar mais baixo) do Copom, que se reunirá na próxima semana.

Para o encontro de março, Nishimura aponta que existe mais dúvida com relação à trajetória dos juros, com maior precificação pelo mercado de uma redução do ritmo, para alta de 1 ponto.

Já Alberto Ramos, economista do Goldman Sachs, afirma que o cenário atual exige cautela.

Em relatório, ele escreve que a inflação, além de muito alta, está altamente disseminada. Além disso, ele cita um risco crescente de que os mecanismos retroativos de fixação de preços e salários (com a redefinição de contratos salariais incorporando ajustes de custo de vida) mantenham a inflação crescente inercial (fixa).

“O atual cenário desafiador de inflação e o pivô ‘hawkish’ [favorável a juros mais altos] do Fomc exigem uma calibração conservadora da política monetária.”


Fonte: Infomoney

Canaã Assessoria Contábil

Venha fazer uma parceria de Sucesso! Encontre em nossa empresa tudo o que precisa.

Mídias sociais

Interaja conosco pelos nossos perfis e saiba de todas as novidades.

Desenvolvido por Sitecontabil 2019 | Todos os direitos reservados